CEASA - Centro Espírita Abel Sebastião de Almeida

Você está em: CEASA > Irmão Abel Sebastião de Almeida

Irmão Abel Sebastião de Almeida

Havia, ainda na década do Brasil Império, um Centro Espírita denominado "Estrela da Caridade" situado no bairro de Santa Tereza, e o seu presidente era, na época, o nosso querido irmão Abel Sebastião de Almeida.

Com o desencarne do irmão Abel, por motivos que ignoro, o Centro mudou-se para a Rua Ana Néri, numa casa de fundos em frente à Igreja da Luz, na Estação Rocha, e, aí permaneceu durante longos anos. Irmão Abel era uma alma nobre e respeitável, que tinha o dom de unir fraternalmente as ovelhas do seu rebanho, de uma dedicação a toda a prova, daquelas que praticam o bem por amor ao bem. Apesar de sua pouca instrução, esforçava-se através das suas qualidades inatas, por seguir as orientações Kardecistas.

Em virtude do pouco preparo intelectual, os dirigentes do "Centro" se dedicavam, com mais intensidade, ao trabalho de desobsessão, descuidando da parte de estudo, e assim, havia mais mediunismo que espiritismo. Irmão Abel era mulato, de estrutura mediana e usava bigode bem arrumado. Imensamente simpático, irradiava pelo olhar uma força energética enorme.

Algum tempo depois de sua passagem para o outro lado da vida, tornou-se o guia espiritual do "Centro" acima citado.

Foi no começo do ano de 1930, que eu, pela primeira vez, acossado pelo sofrimento, entrei em contato com os fenômenos espirituais.

Iniciei os meus primeiros passos no "Centro Espírita Estrela da Caridade". Tratava-se de um "Centro" muito pobre e humilde, apesar de tudo, foi justamente neste "centro" que tive a feliz oportunidade de beber na fonte cristalina que mata a fome do corpo e da alma. Freqüentei com assiduidade o "Centro Espírita Estrela da Caridade", do ano de 1930 ao ano de 1941. Diga-se de passagem que durante esse período procurei levar o estudo doutrinário a todos aqueles que ali acorriam e sempre encontrando muitas dificuldades, em virtude da incompreensão dos seus dirigentes. Em 1942, por inspiração do próprio irmão Abel, ao lado de outros companheiros de ideal, fundamos o "Centro Espírita Abel Sebastião de Almeida". Alegra-nos declarar que a escolha do nome do irmão "Abel Sebastião de Almeida", representa uma justa homenagem prestada ao nosso patrono e guia espiritual, que tantos benefícios tem prodigalizado a todos nós.

Durante o tempo que freqüentei o "Centro Espírita Estrela da Caridade", era seu presidente, o irmão Benedito Pedro, já desencarnado e que atualmente acha-se intregrado à falange do Irmão Abel. Benedito Pedro era mulato e um simples operário de pouca instrução, porém, médium de incorporação e curador, possuidor de grande energia e autoridade sobre os "Espíritos Obsessores". Com a desencarnação de Benedito Pedro, o Centro Espírita Estrela da Caridade entra em decadência até sua completa extinção.

Este relato sobre o "Irmão Abel", obtive por intermédio de Benedito Pedro, quando presidente do "Centro Espírita Estrela da Caridade". Syllo Gomes Valente.